Cooperação Missionária

Membros da Igreja, por força do batismo, todos os cristãos são co-responsáveis pela atividade missionária. É a cooperação missionária. Tal cooperação fundamenta-se e se concretiza, antes de mais nada, no estar pessoalmente unidos a Cristo. Se estivermos unidos a Jesus, como o ramo à videira, podemos dar bons frutos.

Quais são as formas de cooperação missionária?

1ª COOPERAÇÃO ESPIRITUAL: A cooperação espiritual das crianças é para ajudar todas as crianças do mundo. Os “pequenos grandes missionários” aprendem a amar como irmãos as crianças pobres, doentes, abandonadas... de todas as raças, culturas, religiões... Presentes em todos os lugares da terra, como Jesus as amou.
A cooperação há de ser, em primeiro lugar, espiritual (cf. RMi 78):
- A oração deve acompanhar a vida dos missionários, para que a Evangelização se torne eficaz pela graça divina. O Missionário é um contemplativo na ação e dedica muitos momentos de oração.
- O sacrifício une-se à oração. O valor salvífico dos sofrimentos aceitos e oferecidos a Deus com amor deriva do sacrifício de Cristo, que convida seus seguidores a unir-se aos seus padecimentos e a experimentá-los na própria carne.
- O testemunho da vida cristã é a primeira forma de Evangelização. O homem de hoje crê mais nos fatos do que nas palavras. A primeira forma de dar testemunho é a própria vida do missionário e da missionária.

2ª VOCAÇÕES MISSIONÁRIAS: Despertar e favorecer as vocações missionárias. O Evangelho necessita de anunciadores. Ajudar é muito importante, mas ir até às crianças que ainda não conhecem Jesus e passam necessidades e evangelizar diretamente é fazer como Jesus fez: Veio do seio da Trindade, encarnou-se, viveu no meio de nós e deu a vida por nós.

A Infância e Adolescência Missionária ensina as crianças a sair e evangelizar, envolvendo outros companheiros e colegas para que todos sejam missionários onde vivem e para onde o Espírito Santo os enviar.



3ª COOPERAÇÃO MATERIAL: São muitas as necessidades materiais e econômicas das missões. Não só para auxiliar nas estruturas mínimas das comunidades, tais como: capelas, escolas, seminários... Mas também para sustentar as obras de caridade, de educação e de promoção humana, principalmente nos países pobres. A Igreja missionária dá aquilo que recebe, distribui aos pobres aquilo que seus filhos lhe põem generosamente à disposição (cf. RMi 81).
As crianças da Infância e Adolescência Missionária cooperam materialmente com ofertas que são fruto de seus sacrifícios e se destinam para as obras dedicadas às crianças e para a evangelização. Estas ajudas são necessárias. Estas colaborações econômicas destinam-se EXCLUSIVAMENTE em favor das crianças.
Cada mês (ou semana), as crianças, com alegria porque fruto de seus sacrifícios, entregam uma oferta para as crianças necessitadas do mundo.